Nahemoth

Texto e ilustração originalmente publicados na página Left Hand Shelter do Facebook.

tumblr_o3ot66MGuO1rke200o1_1280

O primeiro estágio que o adepto se encontra é em Nahemoth ou Lilith, que é o reflexo anti-cósmico da Sephirah Malkuth, e, por ambas serem os planos mais densos e terrenos, são interligadas entre si, de modo que, talvez, esse estágio inicial seja um dos mais difíceis de ser superado. Isso porque se localiza em Assiah, o plano mais baixo e material, e, fazendo uma analogia, o adepto estaria preso às raízes da Terra, elemento que representa Nahemoth, de maneira rígida e engessada como as rochas. Assim, esta Qliphah seria o portal que o adepto deve conseguir atravessar para dar início à sua jornada em direção ao Acausal, porém os portões de Nahemoth são mantidos entreabertos pelos Espíritos que transitam entre Assiah para que possa ser despertada a chama interior no homem de barro. Uma das características dessa Qlipha seria a revolta instigante contra a Criação que acomete à linhagem de Qayin, além de corresponder aos aspectos mais selvagens e carnais, sintomas comumente reprimidos pelo homem, o que impede o acesso a esse portal. Nahemoth traz os aspectos da Mãe Terra, porém em uma faceta violenta e destrutiva que não se deixa ser dominada ou domesticada.
Quem comanda essa Qliphah é Naamah, uma demônia cujo nome pode ser traduzido para “agradável” ou “aprazível”. Ela é irmã de Tubal-Qayin e uma das quatro amantes de Samael, demônias da prostituição sagrada e sexualidade, e seu trono e poder foram dados por Lilith, a qual é dito terem algum parentesco. O Zohar retrata Naamah como um anjo caído e algumas lendas contam sobre Naamah ter gerado uma prole demoníaca com Adão junto a Lilith, pois ela também é uma succubi. Ela usa a magia sexual para criar demônios à partir da luxúria dos homens e no misticismo judaico é dito que Asmodeu, o demônio da luxúria, nasceu da cópula entre Naamah e o anjo caído Shamdon. A paixão e luxúria são altamente fortes nessa Deusa Negra, que normalmente aparece em visões noturnas extremamente sedutora, porém também pode se apresentar tirânica e raivosa. A natureza de Naamah é alinhada com o elemento terra e aos nossos instintos mais primitivos que estão enraizados em nossas entranhas, mas que nem sempre conseguimos acessar. É o Dragão que descansa na escuridão da caverna antes de o acordarmos.
Nahemoth é um portal de difícil acesso, mas que está em nosso cotidiano, porém muitas vezes é ignorado e suprimido por nós. É um útero, tal qual o centro da Terra, porém neste útero se entra para morrer e, posteriormente, renascer.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s